Chocolate não pode

Nasceu. Linda! Chora muito. (Ela não, você!). Recebe visita, tira foto, dá mamá. Sangue. Remédio. Dor. Mais visita, mais foto, mais mamá. Mais remédio, mais dor. Doem os seios, dói a barriga, doem os pontos, dói o coração de alegria. Alta do hospital: não pode pintar o cabelo, não pode tomar refrigerante, café só uma vez ao dia, não pode comer chocolate. Não pode comer chocolate? Esse vai ser difícil…
Em casa, mais visitas. Ela é linda. Põe para arrotar. Troca a fralda. Marca o pediatra. Teste do pezinho. Mais mamá. Faz xixi na cama. E não pode comer chocolate…
Lava roupa suja. Come sushi, come hambúrguer, come pizza. Tudo frio. Delícia. Visitas. Fotos. “Memória insuficiente”. Mas já? Ela só tem alguns dias de vida! E ainda não pode comer chocolate…
Salto alto. Dormir de bruços. Lente de contato. Bermuda jeans. Já consigo ver meus pés! Que vontade de comer chocolate…
Noites em claro. Choro. Cocô explosivo. Caiu o umbigo. Mais fralda suja. Ensaio newborn. Chora para mamar. Chora para arrotar. Chora pedindo colo. Quer um chocolate?
— Chocolate não pode!
Não pode comer chocolate, mas pode morder uma barriguinha gorducha. Pode babar quando abre um sorrisão. Pode ressuscitar todo repertório de músicas infantis. Pode ouvir o tempo todo “Ela é linda!” Pode alimentá-la com seu próprio leite. Pode tirar milhões de fotos. Pode sonhar acordada com a mulher incrível que ela vai se tornar!
Mesmo que não possa comer chocolate…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s